Domingo, 26 de Junho de 2022
19°

Alguma nebulosidade

Maringá - PR

Geral Paraná

Tubulação da dragagem é transferida para Caiobá, onde começarão as obras em Matinhos

A tubulação que será utilizada para o engordamento da faixa de areia das obras de revitalização da Orla de Matinhos começou a ser transportada do B...

26/05/2022 às 19h10
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: Denis Ferreira Netto/SESEST
Foto: Denis Ferreira Netto/SESEST

A tubulação que será utilizada para o engordamento da faixa de areia das obras de revitalização da Orla de Matinhos começou a ser transportada do Balneário Flórida para o Balneário Caiobá nesta quinta-feira (26). O começo da obra naquele local considera aspectos técnicos, como a corrente marítima e a segurança para a operação do sistema de dragagem.

“Essa atualização leva em conta condições climáticas, que são mais favoráveis para a operação. Fazer as intervenções de Sul para Norte vai ao encontro ao projeto executivo”, destacou o diretor de Saneamento Ambiental e Recursos Hídricos do IAT, José Luís Scroccaro. 

A tubulação de cerca de 1,8 km de extensão está sendo levada para a Avenida Paraná, em Caiobá. Também serão transportados 2,6 km de tubos já soldados por água. O gerente de Projetos do Consórcio Sambaqui, Elvio Torres, alerta a população sobre os cuidados que moradores e visitantes da praia devem ter com os equipamentos no local. 

"Será interditada uma quadra da Avenida Paraná, tanto para passagem de pedestres como de veículos, já que o guindaste estará posicionado na calçada para descarregar a tubulação da linha de praia. Serão 175 tubos de 12 metros de comprimento cada, que serão montados à medida que a dragagem começar”, afirmou.

Com a chegada do navio-draga, essa tubulação será conectada com a estrutura de alto-mar. Em seguida começa o processo de alongamento da faixa de areia de Caiobá até Flórida, processo que dará início às intervenções.

As obras da Orla de Matinhos, no Litoral do Estado, têm investimento total de R$ 314,9 milhões e devem ser executadas em um período de 32 meses. O investimento do Governo do Estado tem o objetivo de minimizar os impactos gerados pela combinação de desequilíbrio de sedimentos, ocupações mal planejadas e ressacas no Litoral, que comprometeram boa parte da infraestrutura urbana, turística e de lazer na região. 

Além da engorda da faixa de areia por meio de aterro hidráulico, estão previstas estruturas marítimas semirrígidas, canais de macrodrenagem e redes de microdrenagem, e revitalização urbanística da praia e da calçada com o plantio de árvores nativas. Também serão realizadas melhorias na pavimentação asfáltica e a recuperação de vias.

INTERVENÇÕES– O Consórcio Sambaqui já deu início à mobilização de equipamentos para o Litoral, à solda da tubulação para a dragagem, à construção do viveiro para o cultivo da restinga, à instalação do canteiro central e das placas de segurança e das cercas de isolamento. Também já começou o trabalho de coleta de material genético da restinga na praia de Caiobá e o afugentamento da fauna local para um habitat seguro durante as intervenções.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários