Domingo, 20 de Junho de 2021 19:30
Colunista Maressa França

A ALEGRIA DE SER IMPERFEITA

Abrace sua humanidade

31/05/2021 14h38 Atualizada há 6 dias
208
Por: Maressa Vieira França
A ALEGRIA DE SER IMPERFEITA

Nem nos filmes da Marvel os super-heróis são perfeitos. Cada um tem e demonstra um ponto fraco, e é exatamente essa vulnerabilidade que acaba nos aproximando do personagem. Da mesma maneira, ocorre em nossa vida.

Você prefere estar junto de pessoas aparentemente perfeitas ou com pessoas que demonstram ser tão humanas e imperfeitas como o restante das pessoas? Ser perfeito é uma condição muito sedutora, mas irreal.

Nós vivemos em uma cultura de seres humanos plásticos com uma necessidade frenética de perfeição, onde erros não são tolerados, muito pelo contrário, são acusados e condenados. Você não pode ser gente, precisa ser quase um Deus, se não o próprio “Deus”.  

Eu descobri a graça que há em ser imperfeita, vulnerável, humana, gente, em ser simplesmente “eu”, poder ser MARESSA com todos os encantos e desencantos. Que alívio para alma não precisar mais “ser perfeita”. Poder errar e acertar, cair e levantar, ser amada ou odiada, aplaudida ou vaiada e mesmo assim amar ser quem eu sou.

Na minha missão como mãe não tem sido diferente. Tenho tentado ensinar minha filha que ela não é perfeita e tudo bem. E foi num destes momentos que tive uma das melhores experiências como mãe.

Um dia destes eu estava a mesa conversando sobre meus erros da semana. Enquanto eu falava minha filha se levantou e veio até mim e disse: - Mãe eu também quero falar de um erro que eu cometi.

Quando eu ouvi aquilo eu senti uma alegria enorme, porque é isto que eu sempre quis: que minha filha encontre em mim a graça e o amor que ela precisa quando errar. Era enorme a satisfação de ouvir a confissão envergonhada mais cheia de coragem da minha filha.

E ela disse com voz confiante: - Mãe eu roubei três borrachas e um apontador de uma loja (coisa que a grande maioria dos humanos ja fez na vida). Naquele momento eu não sabia se eu a aplaudia ou se eu chorava de emoção. Não é para qualquer um uma confissão desta. Minha filha de 8 anos sendo mais corajosa que muito marmanjo de 50.

Naquele momento eu só consegui abraçá-la, parabenizá-la pela coragem e agradecer pela confiança que ela teve em mim. Demos risadas e conversamos como poderíamos resolver aquele problema. Juntas, chegamos à conclusão que eu iria ressarcir a loja com o pagamento dos objetos e que ela iria pedir perdão pelo erro que cometeu. No final de tudo falamos de todas as lições que tiramos daquela situação e ela estava feliz e ansiosa para ir até o local e corrigir o erro.

Minha filha vai errar muito ainda, e independente disto ela sempre terá um lugar de aceitação e acolhimento. O erro dela já é suficiente para gerar dor, eu não serei mais um mecanismo de tortura.

Quantas vezes escondemos nossas fraquezas e com isto vamos nos matando em nossas culpas? Não foi ideia de Deus construir uma cultura de perfeição. Jesus não veio ao mundo como homem para nos divinizar, mas para nos mostrar como era viver como humano. Então, diante da exigência de perfeição escolha ir na contramão assumindo sua vulnerabilidade e sendo o lugar onde outros vulneráveis encontram acolhimento, amor, graça e perdão.

Psícologa Maressa França

Instagram: @maressapsicologa

https://www.instagram.com/maressapsicologa/?hl=pt-br

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Maringá - PR
Atualizado às 19h23 - Fonte: Climatempo
16°
Poucas nuvens

Mín. 11° Máx. 21°

16° Sensação
9.2 km/h Vento
77% Umidade do ar
90% (2mm) Chance de chuva
Amanhã (21/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 19°

Sol com muitas nuvens e chuva
Terça (22/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 23°

Sol com muitas nuvens
Anúncio
Anúncio
Anúncio