Sábado, 04 de Dezembro de 2021
32°

Nuvens esparsas

Maringá - PR

Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Comissão aprova instalação de proteção em motor e eixo de embarcações novas

Cleia Viana/Câmara dos Deputados Helder Salomão: "Trata-se de acidentes ainda frequentes na região amazônica" A Comissão de Desenvolvimento Econô...

22/10/2021 às 16h40
Por: Redação Fonte: Agência Câmara de Notícias
Compartilhe:
Helder Salomão:
Helder Salomão: "Trata-se de acidentes ainda frequentes na região amazônica - (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados aprovou proposta que obriga as embarcações novas, fabricadas no País ou importadas, a terem como item de série tampa de proteção do motor, eixo e outras partes móveis que possam colocar em risco passageiros e tripulação.

A regra, também aplicável aos motores novos projetados para embarcações, entrará em vigor um ano após a sanção da futura lei. A inscrição e o registro das embarcações novas ou usadas dependerá da colocação da tampa de proteção.

O objetivo das novas medidas é prevenir o escalpelamento, ou seja, o arrancamento brusco do couro cabeludo (escalpo) depois que o cabelo da vítima se enrosca no eixo do motor do barco.

A presença da tampa de proteção nas embarcações já é exigida desde 2009 pela Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário, mas não há previsão de que o item seja colocado ainda antes da venda da embarcação, ou motor, ao consumidor.

O texto aprovado na comissão é o substitutivo do deputado Helder Salomão (PT-ES) ao Projeto de Lei 1494/19, do deputado Camilo Capiberibe (PSB-AP).

Salomão afirmou que as medidas trazem maior segurança aos passageiros e tripulantes de embarcações, sobretudo daquelas de pequeno porte.

“Infelizmente, trata-se de acidentes ainda frequentes no transporte de passageiros nos rios da região amazônica, em face da larga utilização de embarcações como meio de transporte naquela região”, disse. O deputado afirmou ainda que o custo da proteção é baixo, podendo ser ainda menor caso se torne item de série nas embarcações novas.

Tramitação
O projeto será analisado agora, em caráter conclusivo, pelas comissões de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários